Microsoft anuncia o Surface Pro 3

A gigante americana acaba de anunciar o novo Surface Pro 3. O híbrido de tablet/ultrabook da Microsoft vem com várias novidades interessantes em termos de design, além de conter componentes modernos e bastante poderosos, numa tela maior, agora de 12 polegadas.
Surface Cover

Primeiro o básico: o Surface Pro é a versão mais cara da família e não compete no mercado de tablets, exatamente. A versão Pro se apresenta como um substituto do ultrabook, mas que guarda vantagens próprias de um tablet. Comparar o preço de pré-venda do Surface Pro 3 (US$799) com o preço de um iPad (US$400) é estupidez. O produto da Microsoft é internamente um potente notebook, com processadores Intel de quarta geração, ou Haswell, a mesma família de chips encontrados no MacBook Air, por exemplo. Quando comparado a esse tipo de equipamento, o Surface é na verdade um pouco mais barato do que a concorrência.

Hardware

A nova geração do Surface vem com várias opções de processadores Haswell, i3, i5 ou i7 com a placa de vídeo integrada HD5000. A tela maior de 12 polegadas agora é de altíssima resolução (2160×1440), bem superior ao Full HD do modelo anterior.

Como na versão antiga, o Surface vem com uma USB de tamanho normal, só que agora 3.0, além de um leitor de SD e as conexões de microfone e fone de ouvido. A bateria em tese dura o tempo habitual de ultrabooks, na casa de 9 horas, com uso leve.

Em termos de capacidade de armazenamento a Microsoft está disponibilizando 4 tamanhos de SSD, 64GB, 128GB, 256GB e 512GB, com duas opções de memória RAM de 4GB ou 8GB.

Além da parafernalha habitual de Bluetooth, WiFi, acelerômetro, giroscópio e bússola digital, o Surface Pro 3 virá com duas câmeras de 5MP e som estéreo.

A caneta, que já era parte da versão Pro da geração anterior, também foi melhorada, com um novo acabamento em alumínio e a promessa da sensação tátil de uma caneta normal. Isso, junto a um software adaptado, permite que o usuário marque documentos, recorte pedaços da tela ou mesmo escreva observações em letra cursiva natural, que finalmente deve estar próximo à realidade, com uma tela de resolução alta e de vidro fino como a desse novo modelo. Talvez seja o fim do reconhecimento de caneta com traços grossos que tornam impossível a escrita de mais de uma ou duas linhas.

A nova caneta de alumínio promete sensação tátil de uma caneta normal.

A nova caneta de alumínio promete sensação tátil de uma caneta normal.

Software

A família Pro do Surface sempre se propôs a funcionar como um substituto de um computador normal, tentando resolver as limitações habituais de um tablet. Dessa forma, o Surface Pro 3 roda o Windows 8.1 Pro completo, sendo perfeitamente possível o uso dos mesmos programas que você usa no computador de casa ou do trabalho, como clientes de email, o Office completo, jogos e literalmente qualquer outra coisa que já rode no Windows normal. E com os tipos de processadores do aparelho, certamente o seu desempenho gráfico não ficará devendo nada em comparação aos outros ultrabooks do mercado.

De fato essa é a ideia do Surface Pro, juntar o que há de melhor no uso de um tablet ou de um notebook: quando você quer ler notícias em um site, por exemplo, é possível botar o equipamento em modo tablet e carregar ele para cima e para baixo e usar com toda a liberdade e conforto esperado de um aparelho fino e leve. Quando for necessário digitat um texto ou editar uma foto, você pode contar com a familiaridade de um teclado físico e um mouse, como em um notebook.

Todas as outras iniciativas desse tipo no mercado são de alguma forma estranhas: alguns fabricantes fazem capas com teclado para tablets, mas aí o software do aparelho não ajuda e o uso fica pouco fluido, sem contar com a impossibilidade do uso de um mouse físico. As soluções alternativas, com os ultrabooks dobráveis ou com tela sensível ao toque normalmente são grossos, pesados e possuem mecanismos muito pouco inteligentes para a alternância do modo tablet para o modo notebook, como no caso da série Yoga da Lenovo, onde o usuário fica tocando o teclado nas costas do aparelho todo o tempo em que o mesmo é usado no modo tablet.

Design

Aqui o Surface continua sendo bastante diferente da concorrência. O novo modelo vem numa cor prateada bastante elegante e com textura metálica. O mecanismo para angulação da tela, ou a dobradiça, foi completamente modificado e agora permite o posicionamento do aparelho em qualquer ângulo entre a posição fechada e a de abertura máxima, assim como a dobradiça de um notebook normal. A dobradiça da geração anterior só permitia o travamento em 3 posições diferentes, o que limitava bastante o uso do aparelho no colo.

A nova dobradiça do Surface Pro 3 permite o uso da tela em um número enorme de posições.

A nova dobradiça do Surface Pro 3 permite o uso da tela em um número enorme de posições.

Não há data prevista para lançamento no Brasil, mas interessados residentes nos EUA já podem fazer a compra na pré-venda.

Publicado em maio 22, 2014, em Microsoft, Surface, Tablet e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: