Tutorial para tornar sua Wi-Fi mais rápida e estável

A maior parte dos roteadores vêm configurados pelos fabricantes para utilizar a mesma frequência de rádio padrão (também chamada de Canal ou, em inglês, Channel) para o seu funcionamento. Isso faz com que em qualquer lugar que haja outros roteadores com a mesma configuração (independente da marca, qualidade ou potência) haja interferência dos sinais transmitidos, gerando instabilidade e diminuição das velocidades de conexão. Uma simples alteração na configuração do seu roteador pode melhorar a qualidade da sua conexão sem fio e aumentar a velocidade de navegação e a estabilidade da sua rede, principalmente se a mesma estiver em um lugar onde haja grande concentração de sinais Wi-Fi. Nesse post nós testamos essa mudança de configuração em um roteador comum e mostramos o impacto que isso tem na conexão.

Porquê a disponibilidade de várias redes pode atrapalhar a minha conexão?

Redes Wi-Fi estão hoje em dia em quase todos os lugares, como shoppings,  restaurantes, parques e, claro, na casa de muita gente. Essas redes são geradas e gerenciadas por roteadores que transmitem sinais sem fio para troca de informações. Esses sinais são transmitidos numa faixa de frequência de rádio que pode ser semelhante ou idêntica à faixa de transmissão de vários aparelhos eletrônicos, inclusive de outros roteadores próximos.

Os roteadores da família 802.11g transmitem em frequências próximas a 2.4GHz (frequência de operação próxima daquela de aparelhos de microondas ou telefones sem fio comuns). Os roteadores da família 802.11n têm a capacidade de transmitir em frequências de 5GHz, que são normalmente compartilhadas por menos aparelhos eletrônicos (note que vários roteadores transmitem em mais de uma faixa de frequência como os da família 802.11g/n, que transmitem nas faixas de 2.4GHz e 5GHz simultaneamente).

O problema de interferência passa a ficar realmente grave na medida que as configurações de fábrica da maior parte dos roteadores os fazem trabalhar na mesma frequência de transmissão, normalmente o Canal 6. Na figura abaixo é possível verificar o enorme número de redes disponíveis em um apartamento de um prédio residencial comum em Brasília, DF.

Exemplo da enorme quantidade de redes Wi-Fi disponíveis num apartamento comum de uma grande cidade.

Como resolver o problema?

Para atenuar ou mesmo eliminar esse problema, tudo que precisa ser feito é mudar a frequência ou o canal de transmissão do seu roteador. A maior parte dos roteadores no mercado (mesmo os mais antigos) aceitam que o usuário mude essa configuração com apenas alguns passos muito simples. Nos próximos parágrafos nós vamos demonstrar um tutorial para alteração dessa configuração em um roteador um pouco antigo, mas muito comum e campeão de vendas no Brasil, o D-Link 524. Para roteadores de marcas e modelos diferentes basta consultar o manual do usuário on-line ou impresso para adaptar os passos aqui descritos.

Passo Um

A primeira coisa que deve ser feita é descobrir o IP do seu roteador para que você possa acessar o seu painel de controle. Esse endereço pode ser encontrado com uma busca no Google, pesquisando o endereço de IP padrão do modelo do seu roteador. No caso do roteador que estamos usando de exemplo (o D-Link 524)  o endereço de IP é 192.168.0.1. Caso você já saiba o IP do seu roteador sinta-se livre para ir direto ao Passo Dois. Caso você tenha dúvidas sobre como descobrir o IP do seu roteador descubra como clicando aqui.

Passo Dois

Uma vez com o endereço de IP do seu roteador em mãos, o segundo passo é acessar o painel de controle do aparelho. Caso você saiba como acessar o painel de controle do seu roteador, sinta-se livre para ir direto ao Passo Três. Caso tenha dúvidas sobre como fazer isso, não deixe de seguir esse nosso outro tutorial.

Sempre tenha muito cuidado ao alterar qualquer configuração do seu roteador. Se você achar que fez qualquer bobagem sempre é possível resetar o aparelho de volta às configurações de fábrica apertando o botão reset por alguns segundos, mas você só deve fazer isso se souber como configurar novamente a sua rede.

Passo Três

Depois que você conseguiu acessar o painel de controle do roteador você só precisa encontrar as opções para alterar a frequência ou o canal de transmissão do equipamento. Cada fabricante disponibiliza um painel de controle um pouco diferente dos concorrentes. Novamente você terá que conferir o manual do proprietário ou explorar um pouco as opções do painel de controle específico do seu aparelho. No roteador usado no exemplo (e na maior parte dos roteadores D-Link), basta acessar a opção Wireless na coluna da esquerda e então clicar na aba Home na parte principal da tela.

Uma vez nessa janela você deve localizar a opção Canal, ou, em inglês, Channel. As configuração de fábrica dos roteadores D-Link ditam que eles transmitam no Canal 6. Para alterar essa configuração basta selecionar qualquer outro canal desejado (nesse tutorial nós selecionamos o Canal 11). Você pode consultar essa outra matéria para verificar qual o canal mais apropriado para o seu caso, baseado nas outras redes presentes na sua vizinhança.

Opções de canais para uso no roteador do exemplo.

Pronto! Agora basta aplicar ou salvar a alteração que você acabou de fazer e o seu roteador estará configurado para transmitir numa frequência provavelmente diferente daquela dos roteadores vizinhos. Você pode testar diferentes canais ou frequências para verificar qual se adapta melhor ao seu uso, que irá ser determinado pelo número de paredes na sua casa, pela distância do computador ao roteador ou área da residência, além de outros fatores.

Como isso vai afetar a minha experiência online?

Antes de mais nada é importante notar que essa mudança na configuração do seu roteador terá mais impacto e os seus benefícios serão melhor percebidos se você estiver num local onde várias redes sem fio estejam disponíveis e, dessa forma, haja grande interferência no sinal da sua Wi-Fi. Ou seja, se você estiver num área grande e isolada onde somente a sua rede sem fio está disponível, provavelmente o desempenho de sua rede permanecerá o mesmo. Outra questão importante é que o problema de interferência é de natureza intermitente e varia bastante ao longo do dia de acordo com uma enormidade de fatores. Por isso vale notar que você possivelmente perceberá a melhora de desempenho da sua rede depois de usá-la por alguns dias, à medida que irá constatar que sua conexão está mais estável e seus downloads mais rápidos, como um todo.

Resultados

Em nosso teste usamos um roteador com as configurações de fábrica numa rede de velocidade nominal de 5Mb/s. Com essa velocidade é razoável e justo esperar velocidades de download de cerca de 600kb/s. O apartamento onde essa rede se encontra é relativamente pequeno, sendo que em todos os cômodos da residência o sinal do Wi-Fi é completo e por isso a conexão deveria ser absolutamente estável e veloz. No entanto, como pode ser visto na figura abaixo, antes de executar o tutorial acima a rede tinha velocidades de download de, no máximo, 100kb/s e, além disso, os usuários relatavam que a conexão caía constantemente e a maior parte dos downloads era interrompida antes de sua conclusão.

Exemplo das velocidades de download atingidas com o uso do canal de transmissão padrão.

Uma vez que nós aplicamos as configurações que discutimos acima e selecionamos o Canal 11 como a frequência de transmissão Wi-Fi padrão, a rede passou a funcionar de forma adequada. As velocidades de download atingiram constantemente os valores esperados (na casa de 600kb/s) e mesmo pacotes grandes de dados, como transferências de filmes ou músicas, passaram a ser estáveis e confiáveis. Abaixo estão alguns testes de velocidade feitos após a configuração manual do roteador.

Exemplos de três testes de velocidade com o roteador configurado para transmitir em canal alternativo.

O que você achou desse tutorial? Funcionou na sua casa ou no seu trabalho? Você encontrou alguma dificuldade que nós não abordamos aqui? Deixe o seu depoimento ou sugestão abaixo, no campo dos comentários que nós estaremos felizes em tentar esclarecer qualquer pergunta.

Publicado em outubro 28, 2011, em Rede e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Não sei se é necessário, mas pode ajudar também combinar o canal escolhido no roteador no seu dispositivo de rede sem fio (no computador).

  2. muito obrigado por essas explicações foram muito importantes para mim, gostaria de ver mais amigos como tu fazendo esses tutoriais maravilhosos que ajudam muitas pessoas, decoração, obrigado.waldemir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: