Configure um segundo roteador para aumentar a cobertura da sua Wi-Fi

Casas grandes ou apartamentos com muitas paredes grossas por vezes sofrem com a falta ou com a fraqueza do sinal da rede sem fio emitida por um único roteador. É possível comprar um roteador mais potente ou então adquirir uma antena adicional com mais alcance para aumentar o sinal do Wi-Fi, mas isso custa bastante dinheiro. Para se ter uma idéia, uma antena nova básica de 22DBI (que não é assim tão potente) custa em torno de R$ 50,00. Além disso, se o roteador estiver numa posição ruim, como debaixo de uma laje espessa, num cômodo de paredes muito grossas ou com outros aparelhos eletrônicos causadores de interferência, a adição de uma nova antena provavelmente não resolverá o problema da intensidade do sinal na residência. A melhor solução de todas para esse tipo de problema é a amplificação do sinal por meio do uso de um segundo roteador (repetidor de sinal) posicionado em uma porção da residência onde o sinal do primeiro roteador começa a enfraquecer. Nesse tutorial nós ensinaremos como transformar basicamente qualquer roteador Wi-Fi, novo ou velho, num roteador repetidor de sinal. O que acha? Tire aquele roteador antigo da gaveta e melhore o alcance, a estabilidade e a velocidade da sua rede sem fio! Não esqueça de salvar ou imprimir esse guia antes de executá-lo, já que você ficará sem internet durante o processo.

Conforme colocamos acima, a solução mais simples para adicionar um segundo roteador à sua rede é sair e comprar um roteador repetidor, mas isso pode sair muito caro! Nós achamos bem mais inteligente você utilizar um roteador comum e prepará-lo para funcionar como um roteador repetidor. De forma prática, a única diferença entre a rede com um roteador repetidor de fábrica e uma rede com dois roteadores comuns corretamente configurados é que no segundo exemplo cada roteador cria a sua própria rede com sua própria senha, apesar do sinal ser originalmente o mesmo. Na figura abaixo nós colocamos um exemplo de como você pode distribuir dois roteadores na sua casa para aumentar o sinal da sua rede sem fio. Nesse exemplo a cozinha, que antes não tinha Wi-Fi por conta da distância até o primeiro roteador (R1), aquele ligado ao modem, agora recebe sinal intenso a partir de R2 (que é um roteador normal, funcionando como um repetidor).

Exemplo da aplicação de um roteador comum funcionando como um repetidor numa residência.

Vale lembrar que R1 e R2 não precisam ser da mesma marca ou modelo. A única coisa importante é você não confundir qual aparelho é qual durante o tutorial. Antes de começar esse guia faça uma marca que identifique cada aparelho. Sugiro que você deixe o roteador mais novo ou mais potente como R1 e o inferior como R2.

Está tudo muito bonito (inclusive minhas habilidades de desenho postas à prova acima), mas como é que se configura esse treco? Abaixo nós descrevemos os passos para configurar os dois roteadores adequadamente. Caso você esteja familiarizado com configurações de roteadores e queira uma versão expressa do tutorial, aqui vai: basta desligar a função DHCP de R2 ao mesmo tempo em que se garante que o IP interno de R1 é diferente de R2 (que possivelmente já é o caso, se você estiver usando roteadores de marcas diferentes). Parece complicado? Não se preocupe que abaixo nós explicamos direitinho. O jeito mais fácil de configurar os roteadores é ligar um notebook numa das portas LAN (qualquer uma) de cada um dos aparelhos e configurá-los um de cada vez, separadamente. No fim desse tutorial nós iremos conectar um roteador no outro, mas todo o processo de configuração deve ser feito antes deles estarem ligados por meio de um cabo. Vou repetir mais uma vez: configure cada roteador separadamente, sem conectar um no outro.

Para seguir os passos abaixo, você terá que ter acesso ao painel de controle dos dois roteadores. Caso você tenha dúvidas sobre como fazer isso, dê uma olhada nesse guia para descobrir o IP de cada um dos roteadores, e confira esse nosso outro tutorial para descobrir como acessar o painel de controle de um roteador. Vale ressaltar que nós utilizamos um TP-Link 941N para preparar esse guia. A interface do seu roteador pode variar um pouco de acordo com a marca e o modelo, mas normalmente as opções são parecidas. Caso você tenha alguma dúvida consulte o manual do usuário impresso ou online para se familiarizar com o painel de controle do seu roteador especificamente. Os passos abaixo começam com o painel de controle de cada um dos roteadores já acessado.

Passo 1: Configurando R1 para funcionar como um roteador normal

Se você tiver uma rede já em funcionamento, é possível que você não precise mudar nenhuma configuração do R1. Dentro do painel de controle de R1, navegue até a função DHCP e certifique-se de que a mesma está ligada (retângulo vermelho da figura abaixo). Essa é a função do roteador que distribui os diferentes IPs internos para os aparelhos conectados na rede, tanto por cabo quanto por Wi-Fi. No nosso roteador de exemplo, há uma guia dedicada a essa função (retângulo verde da figura abaixo). O último passo de configuração de R1 é verificar e anotar o IP interno que está destinado ao próprio roteador (não é necessário mudar esse número, só anotá-lo num papel para usarmos depois). No nosso roteador, esse número, o endereço de IP 192.168.1.1, pode ser facilmente encontrado já na primeira tela do painel de controle (retângulo azul da figura abaixo).

Configuração de R1 com DHCP ligado (vermelho) e IP interno destacado (azul).

Passo 2: Configurando R2 para funcionar como repetidor

Agora que você já configurou R1, desconecte o cabo do mesmo e ligue o seu computador em R2. Alguns modelos de roteador possuem em seu painel de controle uma opção de Acess Point ou Ponto de Acesso. Nesses aparelhos essa opção transforma o equipamento automaticamente num roteador repetidor. Caso o seu roteador tenha essa opção, basta que você a selecione e pronto!

No entanto, normalmente essa configuração tem que ser manual. A primeira providência a ser tomada no painel de controle de R2 é desligar o DHCP (elipse preta da figura abaixo) para que não haja confusão na distribuição de IPs dentro da rede, ou seja, somente R1 terá essa função ligada.

O outro passo extremamente importante é garantir que o IP interno de R2 é diferente do IP interno de R1. No nosso roteador de exemplo, R1 usa os IPs de 192.168.1.100 até 192.168.1.199 para identificar qualquer dos computadores na rede (elipse vermelha da figura abaixo). Dessa forma, eu escolhi o edereço 192.168.1.2 para ser o IP de R2 (ou seja, um número próximo, mas fora do intervalo de IPs fornecidos por R1), como pode ser visto na elipse verde da figura abaixo. O motivo do IP de R2 estar fora do intervalo de IPs fornecidos por R1, é que assim evita-se completamente a chance de conflitos de IP entre qualquer dos computadores da rede (que terão sempre um IP entre 192.168.1.100 e 192.168.1.199) e R2 (cujo novo IP é 192.168.1.2).

Mudar o endereço de IP do roteador em si é muito fácil. Basta você digitar o novo endereço no campo apropriado dentro do painel de controle do roteador. No caso do aparelho desse exemplo, essa opção se encontra na guia Network (Rede), na subguia LAN (Local Area Network), como pode ser visto na elipse azul da figura abaixo. Lembre-se que se R1 e R2 forem de fabricantes diferentes é possível que seus IPs também já sejam diferentes, dispensando qualquer tipo de alteração desse tipo.

Configurações de R2 com DHCP desligado (preto) e IP interno (verde) fora do intervalo de IPs dado por R1 (vermelho).

Passo 3: Conectando R1 a R2

Pronto! Agora que você já configurou os dois roteadores com sucesso, basta ligar um no outro. A idéia toda é fazer com que o segundo roteador (R2) sirva de mero repetidor do sinal fornecido pelo primeiro roteador (R1). Para isso basta usar um cabo ethernet saindo de uma porta LAN de R1 para uma outra porta LAN qualquer de R2. Na figura abaixo nós estamos usando dois roteadores TP-Link 941N para demonstrar o arranjo necessário dos cabos. Note que a porta WAN de R2 permanece vazia e R2 é ligado a R1 como se fosse um computador qualquer, por meio das portas LAN.

Se você ligar um roteador no outro antes de executar os Passos 1 e 2 desse tutorial há uma grande chance de você não ter acesso ao painel de controle dos aparelhos, principalmente se os dois tiverem o IP de fábrica igual. Novamente, configure tudo direitinho antes de ligar R1 em R2.

Arranjo dos cabos para usar a função repetidora de roteadores comuns. Note que a porta WAN de R2 permanece vazia e R2 é ligado a R1 como se fosse um computador qualquer.

E é isso! Agora você já pode desfrutar de sinal Wi-Fi intenso dentro de uma área muito maior de sua casa. Posso confirmar para vocês que aqui em casa eu liguei dois TP-Link 941N e tenho sinal completo nos dois andares e até no canil, que fica no fundo do quintal, onde os downloads são rápidos o bastante até para streaming de vídeos.

Obervações

  • Como nós explicamos na introdução, tanto R1 e R2 criarão a sua própria rede Wi-Fi. Se os roteadores forem da mesma marca e modelo, as redes criadas podem inclusive ter o mesmo nome. Para diminuir a confusão, é importante que você se certifique que as redes sem fio criadas por cada um dos roteadores tenham nomes diferentes. Isso pode ser feito facilmente através do painel de controle de um dos roteadores (R1 ou R2). Na maior parte dos roteadores essa opção se encontra na guia Wireless (Rede sem Fio), sob a opção SSID, conforme pode ser visto no retângulo preto dessa próxima figura. Para achar essa opção no seu aparelho, consulte o manual do usuário. Coloque algo fácil de lembrar como Seu Nome 1 para R1 e Seu Nome 2 para R2.

Opção para mudança do nome da rede sem fio, mostrada no retângulo preto.

  • Vocês também devem ter notado que R1 deve ser ligado a R2 por meio de um cabo. Se por acaso você não puder estender um cabo de R1 para R2 outras estratégias têm que ser tentadas. Na minha opinião a melhor opção é usar adaptadores para transmissão de sinal de internet através da rede elétrica da casa. Esses aparelhos são bastante caros e funcionam por permitir que um sinal de um roteador seja transferido para uma tomada elétrica normal. Esse sinal é então captado por um outro adaptador colocado numa tomada em outro ponto da rede elétrica. Esse segundo adaptador funciona como um roteador repetidor. O dois maiores problemas dessa solução são o custo muito alto (investimento médio superior a R$ 500,00) e a possibilidade de vários problemas de interferência de sinal, principalmente em casas de fiação antiga ou com tubulação muito apertada. Em breve nós estaremos fazendo o review de um desses adaptadores aqui no TD Gadgets.
  • A segunda melhor opção para quem não pode usar um cabo para ligar R1 a R2 é usar o programa Maryfi. Esse programa usa a placa Wi-Fi de qualquer PC para replicar um sinal de rede qualquer. A maior vantagem dessa opção é que o computador rodando o Marify não precisa estar ligado num cabo, podendo criar uma rede Wi-Fi virtual a partir de outra rede sem fio (Wi-Fi ou 3G, por exemplo). Para mais detalhes de como usar o Marify, fique ligado no TD Gadgets.

E então? Você conseguiu configurar seu roteador repetidor? Não deixe de colocar suas experiências, impressões ou dúvidas nos comentários.

About these ads

Publicado em outubro 25, 2011, em Rede, Wi-Fi e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 44 Comentários.

  1. Funcionou perfeitamente. Usei um roteador Dir-600 como o R1 ligado a cabo no Roteador R2 (D-link D-524).
    Muito obrigado por compartilhar essa dica, excelente tutorial. Parabéns!!!
    Valeu mesmo.

    Reinaldo

  2. Nossa fiz aqui o meu e também funcionou muito bem!
    Configurei um roteador TP-Link 541G em um modem Roteador da Velox.
    Ele tinha um sinal muito ruim wi-fi, por isso coloquei o roteador para dar um suporte no sinal!
    Liguei a porta wan do modem numa porta Lan do roteador e funcionou perfeitamente!
    Muito bom!

    Meus parabéns explicação detalhada , muito bem elaborada!

    Matheus

  3. Ótimo tutorial me ajudou muito !! parabéns…

  4. No caso de sua planta, não seria mais fácil utilizar somente o R1 instalado na sala de estar? O raio do sinal certamente seria melhor. Possuo o meu roteadores mais ou menos igual ao R1 da sua planta, queria aumentar a intensidade do sinal, má sem uso de cabo. Se eu tiver de ligar os dois roteadores por emio de cabos, é mais fácil instalar o roteadores no meio da casa. Eu gostaria mesmo é de interligar o R1 e o R2 sem cabos. Não existe nenhuma configuração que possa ser feita assim?

    • Existem algumas opções, até onde eu sei. A Belkin e outras empresas vendem produtos que transmitem o sinal de internet por tomadas da rede elétrica. Isso permite interligar roteadores em partes diferentes da casa sem ter que passar cabos novos. Uma outra opção é dividir, ou dar “share”, na conexão de um computador, ou seja, pegar um computador que esteja na Wi-Fi e permitir que outros computadores se conectem à internet através desse computador. O Windows 7 e o OSX fazem isso nativamente, mas tem vários outros softwares grátis que também fazem essa função. Note, no entanto, que essa última opção não vai funcionar muito bem já que a fonte do sinal não vai melhorar.
      Pense assim: o sinal que está realmente fornecendo IP é o de R1. Se esse sinal está fraco do outro lado da casa, a única solução realmente útil é fazer esse sinal chegar, sem perdas, em outro ponto da casa. Não há como fazer o sinal chegar, sem perdas, a não ser com o uso de cabos, sejam cabos de rede ou elétricos. Ficou um pouco confuso, mas deu para entender?

  5. André Pinheiro

    Olá, segui o passo a passo, modificando o ip de R2 em relação ao que consta no painel de R1 e desabilitando o DHCP em R2, porém quando tento me conectar na nova rede de R2 aparece a mensagem “o windows detectou um conflito de endereço IP”. Devo fazer mais alguma coisa além do especificado?

    Abraços!

    • Não, a princípio não precisa fazer mais nada. Você colocou o IP de R2 num valor fora do intervalo de IPs dado por R1? O conflito de IP também pode não ter nada a ver com os roteadores. Você tem outros computadores ou celulares usando a Wi-Fi? O conflito de IP pode ser entre esses aparelhos e não entre os roteadores… Mande umas imagens de como você configurou os dois roteadores que eu tendo te ajudar mais. Abraço!

      • André Pinheiro

        Oi CFMMorris,

        Desta vez apenas troquei os roteadores (um net gear-r2 e um tplink – r1)e fiz o mesmo procedimento descrito no site. Não há mais confito de Ips, porém quando tento conectar na nova rede wi-fi criada por r2, em um notebook, aparece a seguinte mensagem: “O windows não pôde se conectar a `rede X`”. Será que tenho que incluir o MAC da placa de rede do notebook em R1 ou R2 pra que eu possa acessar do notebook a nova rede criada por R2?

        PS: Como faço pra te mandar imagens por aqui?

        Muito obrigado pela ajuda,
        Abs.

      • Eu tenho que me conectar na rede wifi criada por r2, não é isso? O problema que ta aparecendo é a mensagem de que o windows não pôde se conectar a essa rede.

        Abs.

      • Uma vez com tudo configurado direito vc pode se conectar a R1 ou R2, dependendo da distância que vc se encontra de cada roteador. Garanta que R2 está com um IP diferente de R1 e fora do intervalo de IPs distribuído por R1. Garanta também que o DHCP de R2 está desligado.
        Qual o nome da rede criada por R1 e R2? Faça também o seguinte teste: tente ligar um computador em R2 através de cabo e não de Wi-Fi e veja se a internet funciona.
        Outro teste: mande o Windows “esquecer” a rede de R2 e tente conectar novamente. Se não souber fazer isso me pergunte aqui que eu respondo.

  6. Primeiro gostaria de parabeniza-lo pelo seu tutorial. Muito bem elaborado e sucinto.
    Tenho uma duvida: já vi e alguns lugares repetidores de sinal onde o nome da rede e a senha era mesma. Ou seja, seu pc detectava a rede 1 do roteador 1 , vc colocava a senha e pronto. Por mais que vc se afastasse desse sinal do roteador 1 , ainda assim a conexão com a rede 1 permanecia, pois na verdade o roteados 2 emitia o sinal.
    Na minha casa possuo dois roteadores. R1/modem e r2 ligado por cabo na porta WAN . Fiz isso sem querer e funciona normal. A questão é que fiquei com duas redes, com nome e senha distintas. Nao que isso cause problema, mas preferiria se fosse um nome e uma senha. Tem como?
    Abraços

    Obs: R1/modem tp-link
    R2 linksys

    • Tem sim. Na verdade o que nós descrevemos no post é um truque que “engana” o segundo roteador e o faz repetir o sinal do primeiro. No entanto cada um dos dois roteadores está gerenciando a própria rede (essa é a causa das duas redes com duas senhas). Roteadores repetidores “de verdade” mascaram a emissão da segunda rede e efetivamente o usuário só coloca uma senha e o computador só encontra uma rede.
      No seu caso o que deve ter acontecido é que o modem deve ser também um roteador sem fio (vários modens tem essa função) mas o DCHP no cabo deve estar desligado de forma que somente o seu roteador puro está distribuindo IPs. Por isso que não tem conflito.
      Para sua rede não ficar confusa você pode desativar a função wireless do modem no painel de controle dele. Dessa forma os computdores que estiverem na sua asa passarão a encontrar só uma rede (a gerada pelo roteador). Até porque normalmente não tem sentido ter o modem e o roteador cada qual com sua rede sem fio já que normalmente eles estão um perto do outro (na mesma sala). Isso só contribui para que você tenha perda de sinal por interferência.

  7. Olá amigo! Agora tenho problema. Possuo na minha casa 3 notebooks,3 ipads e 1 impressora wifi HP(p1102w). Aí mora o problema! Qaunto eu possui apenas um roteador wifi manda imprimir as coiisas , de qualquer dispositivo, ele iprimia normalmente. Agora que possuo 2 roteadores nao estou conseguinto imprimir. E quando instalo em um dos notes, ela imprime varias vezes o que havia mandado. Tem nocao dos que seja? Obrigado!

    • Deixa ver se entendi. Uma monte de coisa está sendo impressa pq as ordens de impressão estão chegando só que a impressora não está sendo vista. Aí quando vc instala a impressora num note ele bota a fila toda para imprimir. Entendeu?
      Em qual rede está a impressora? Na que está com o DHCP ligado ou na outra? Garanta que a impressora está ligada ao roteador com DHCP ligado. Anote o IP que ela recebeu do roteador e tente buscá-la, pela rede, nos outros computadores. Veja se funciona.

    • Outra coisa: o seu R1 é seu modem, certo? Qual é a distância entre R1 e R2?

  8. e possivel fazer isto que esta aqui dito mas de um roter para outro sem cabo, atraves de rede wifi?

    • Mais ou menos… Há como vc fazer um computador compartilhar a rede Wi-Fi ou usar um ponto repetidor. Isso não costuma gerar resultados muito bons, já que a intensidade do sinal e a distância até o ponto que distribui os IPs não muda.

  9. Olá.
    Uma dúvida. E no caso do R1 ser um roteador wirelles cedido pela NET, eu consigo utilizar este tutorial, sendo o R2 um D-link? No caso ligaria o R2 em uma das portas do R1, para em um outro ponto da casa serem ligados outros computadores no R2 (D-link)?

  10. Rafael Ferreira

    CFMMorris, parabéns pelo post! Sou completamente leigo no assunto e tenho a impressão que irei conseguir configurar um sistema semelhante no meu apto. Uma dúvida, qual a maior distancia recomendada entre o R1 e o R2? Pergunto pois moro no 9º andar e meu sogro no 11º, estou com a intensão de colocar uma única rede para os 2 aptos. Acha que é viável?

    • Caro Rafael. Acho que vc não terá problema nenhum. Basta garantir a compra de um bom cabo ethernet. Eles até tem a mesma cara, mas há algumas diferenças de qualidade entre modelos. Outro problema sério que você vai enfrentar é conseguir passar os cabos, boa sorte! Volte sempre.

    • Acho que é perfeitamente viável sim. Só sugiro que você invista num bom cabo ethernet! Existem uns de qualidade bem superior. Como o cabeamento vai ser bastante longo vale a pena pegar um melhor. Afora isso é só seguir as instruções do post que imagino que dê tudo certo. Boa sorte!

  11. Boa tarde. Gostei muito do tutorial mas tenho um problema. O meu roteador R1 é daqueles que vem com o provedor da internet, que ja possui modem e roteador no mesmo aparelho. Como devo proceder uma vez que na hora de ligar e configurar o R2 pede-se que o R1 esteja desconectado?

    • Na verdade não muda muita coisa. Você vai ligar o seu computador, através de um cabo, a R1, configurá-lo, e então desligar R1 e conectar o seu computador em R2 e configurá-lo Basta que você se certifique que R1 e R2 não estão conectados entre si, ao menos até o fim da configuração.

  12. AH, ligar os roteadores via cabo nao resolve meu problema, mais facil ligar o computador via cabo né ;x

    Nao existe um tutorial para fazer o roteador expandir o sinal do r1? Quero uma Expançao do meu sinal pela minha casa, e nao conectar um roteador ao outro, ae os dois vao ficar perto demais e meu problema nao resolvera

    • Entendi… Existem tutoriais sobre como amplificar o sinal da antena, sobre como trocar a antena por uma mais potente e sobre como trocar a ROM do roteador por uma que permite a amplificação do sinal, mas eles não são de nossa autoria. Procure no Google que deve dar pra encontrar fácil. Boa sorte!!!

  13. O menu roteador tem uma opcao de ativar pontes. Tem que ser ativada?

    • Roteadores desse tipo podem ser usados mais facilmente como repetidores. O que ocorre é que a função ponte ou bridge já configura ele automaticamente para funcionar como R2. Ai vc teoricamente não precisa fazer essa configuração toda que colocamos no tutorial. Entendeu? Poste aqui se alguma coisa não funcionar.

  14. Olá CFMMorris, parabéns pelo tutorial.

    Estou com um esquema que é assim: Modem que recebe a NET (ele não é roteador), aí liga num roteador wireless TP-LINK WR340GD e em outro cômodo da casa (e sem fio entre eles) está um roteador wireless Multilaser Re024. Ligado ao Multilaser está um DVR para sistema de CFTV.

    O que ainda não consegui fazer foi os dois roteadores conversarem entre si (lembrando, sem fio).

    Já tentei várias configurações mas não acertei ainda, gostaria do seu apoio e de quem mais puder ajudar.

    O que fiz foi o seguinte:

    Roteador TP-LINK (R1)
    ip 192.168.1.1
    mask 255.255.255.0
    subnet 192.168.1.1

    DHCP enabled (faixa 100 a 199 para atribuir ips)

    Em Wireless Settings cliquei em “enable bridges” aí abriu caixa para eu digitar MAC do R2.

    Segurança WEP 64 bits, automatic, ASCII

    Firewall disabled
    MAC filter disabled

    Já no Multilaser (R2) fiz o seguinte:
    ip 192.168.1.2 (o original era 192.168.0.1)
    mask 255.255.255.0
    subnet (não mostra opção para definir isto)

    DHCP disabled

    Como ele não tem a opção igual “enable bridges”, ele tem a opção no menu chamada WDS, ativei e abriu caixa para digitar o MAC do R1, ou conectar (tem um botão scan, aí lista o R1 e coloco conectar a ele)

    Segurança “mixed wep”, ASCII, mesma senha e mesmo ssid do R1. (li que devia ser igual)

    Ainda no WDS do R2, tem as opções desativar, lazy mode, bridge mode e repeater mode. Tentei com as 2 últimas mas nenhuma deu certo.

    Esse R2 tem uma opção Connection Status, onde aparentemente deveria listar todos os dispositivos wireless encontrados/conectados a ele, mas mesmo mandando atualizar sempre fica vazio.

    Bom, aí, por causa do DVR eu liberei portas da seguinte maneira:

    No R1 liberei as portas para o R2 e coloquei o R2 no DMZ.
    No R2 liberei as portas para o DVR (192.168.1.105) e coloquei o DVR no DMZ.

    As portas estão liberadas pois eu consigo acessar pelo ip .105, só não funciona ainda pela internet, ou seja, não está chegando internet no R2.

    Bem, podemos ir dialogando, peço por gentileza suas primeiras observações. Um grande abraço.

    Meu e-mail é andytecnosound@hotmail.com Se alguém quiser trocar informações sobre este assunto pode me escrever.

    Obrigado.

    Andy

    • Andy, nós tivemos uns problemas técnicos com a manutenção do blog. Você ainda está precisando de ajuda? Caso ainda queira conversar sobre sua configuração, por gentileza coloque um novo comentário.

      • Já está tudo funcionando. No entanto, configurei canais iguais nas redes. Com canais diferentes (conforme li em vários tutoriais) não estava funcionando.

        Obrigado por enquanto.

        Andy

      • Fico feliz em saber… Até faz sentido, se vc pensar que um AP, de fato, deveria transmitir na mesma frequência que o seu main!

      • Obrigado pelo retorno. Ainda bem que resolveram os problemas técnicos.

        Agora estou em outra missão:

        Estou a configurar uma rede com GVT 10mb.

        Temos o roteador wireless GVT, dois desktops (servidor e estação) ambos ligados via cabo, um notebook ligado via wireless e um DVR TOPCAM ligado via cabo.

        A partir do notebook é possível resposta ao pingar roteador (192.168.25.1), servidor (192.168.25.6) mas não há resposta ao ping da estação (192.168.25.13) nem do DVR (192.168.25.105). O DHCP do roteador está para 192.168.25.2 até 192.168.25.200.

        Abri as portas 8081 para HTTP, 8200 para mídia e 15961 para celular. Ficou do ip .1 para o ip .105, protocolo opção “ambos”.

        O servidor está com IP dinâmico, o notebook também, a estação estava, fixei para teste mas nada mudou. O DVR está com ip fixo 192.168.25.105, máscara 255.255.255.0, ponte 192.168.25.1, DNS primário e secundário os da GVT mostrados no roteador.

        Tanto no DVR como no roteador está configurado NO-IP. (ambos possuem opção para este serviço).

        Obs1: ao ligar o DVR com um cabo de rede curto (2m), o ping deu retorno. Ao ligar com o cabo comprido (30m) o ping não respondeu. Porém, no mesmo local tirei o cabo do DVR e coloquei no notebook, desabilitando o wireless. Navegou na internet sem problema algum. (ou seja, entendi que o cabo está 100%).

        Aí pergunto: será que pode ser alguma característica do cabo? (não tenho domínio, mas sei que existe cat 5, 5e, 6, etc). Este cabo comprido é na cor verde e não tem nada escrito ao longo dele. O curto é cat 5 azul. Usei um intermediário (10m) que é azul claro e também não tem nada escrito, o ping deu certo, mas o acesso ao DVR não.

        Gostaria de suas primeiras considerações para a continuarmos o diálogo e tentar resolver esta questão. Obrigado.

        Andy

  15. tudo ok aqui vlw pelo tutorial, muito bom

  16. Estou para substituir o meu atual. modem adsl router wifi, para esta configuração pois tenho como tds este problema de nivel de sinal no piso 1,gostaria de estar usando um modem adsl router wifi como R1 e um outro router com função AP como R2, para esta config vc poderia me sugerir fabricante e modelos para os 2pontos. Grato desde já.

    • Quanto a marcas e modelos, você vai ter que verificar com o seu provedor de internet quais são as unidade compatíveis para servir de modem (que por sinal já será o seu R1). Acho uma boa idéia ter o R2 da mesma marca que R1, para facilitar a sua familiarização com os menus de cada aparelho. Outra coisa que você vai ter que considerar é sobre o preço. Tem que ter uma idéia melhor do seu orçamento. Um roteador bom, mas de menor potência pode custar menos de R$60,00 (TP-Link, por exemplo, que tem ótimo custo-benefício). Eu uso um TP-Link de 3 antenas 941N. Ele custa em Brasília cerca de R$140,00.

  17. Tenho um roteador tplink R1 E R2 minha duvida e o seguinte qual cabo usar para ligar os dois roteadores cabo micro hub ou cross a configurão esta sendo tranquilo ate agora sendo que percebi que o windows esta achando as duas redes com nomes diferentes no R1 E R2 ai a conexão esta caindo .

    abraços.

    • A conexão ter dois nomes diferentes é normal, já que nesse tutorial nós não estamos configurando AP (Ponto de Acesso) e sim duas redes separadas. Nós estamos fazendo desse jeito, porquê basicamente qualquer roteador funciona. Se o seu modelo de roteador usado como R2 permitir bridge aí somente uma rede vai ser detectada. O que eu quero dizer é que o fato de ter duas redes diferentes não deveria ser um problema. Você lembrou de mudar o IP de R1 e R2 e de garantir que o IP de R2 está fora do intervalo de IP dado por R1?
      Quanto ao cabo, eu sempre usei um cabo ethernet gigabit normal. Nunca me preocupei com nada além disso.

  18. Olá. Sobre o problema que postei aqui (pingar uma ou outra máquina, com um ou outro cabo), problema resolvido:

    1) a máquina que não respondia ao ping estava com firewall habilitado
    2) o DVR que não respondia ao ping é porque o cabo, apesar de estar funcionando para navegar na internet e estar escrito nele CAT 5e, não funcionava com o DVR (talvez por ser de baixa qualidade)

    Troquei o cabo por um novo, de 30m mesmo, e o DVR respondeu o ping e o CFTV funcionou normalmente. Desabilitei o firewall na “estação” e a mesma passou a responder ao ping, qualquer que fosse o cabo utilizado.

    Obrigado.

    Abraços.

    • Andy, que bom que vc resolveu o problema. Eu de fato não imaginava que a qualidade do cabo pudesse interferir nisso. As classificações CAT fazem diferença sim, mas sendo CAT5e não imaginava que pudesse dar errado. Achei que essa classificação só interferisse na velocidade e não do tipo de aparelho usado. Vai entender… De qualquer forma minha outra sugestão seria a respeito do firewall, que vc já pensou. Obrigado pelo contato e continuamos conversando. Abraços.

      • Novo desafio: Em um sistema de CFTV há instabilidade. O sistema funciona ou não por vontade própria. Não parece haver nada errado em termos de configuração.
        O roteador utilizado é um D-LINK DSL-2730B e o serviço é o Speedy.

        Eu configuro o roteador mas ele não apresenta botão salvar, então eu reinicio ele (via browser) para tentar salvar as modificações, mas ao reiniciar, algumas modificações somem, como por exemplo Virtual Servers. O DMZ não desconfigura ao reiniciar.

        Como tratarei: Upgrade de firmware no roteador, caso exista. Se não existir, vou pesquisar nova possibilidade.

        Depois conto no que resultou.

        Abraços.

      • Legal, ficamos no aguardo. Vc pode também tentar fazer o flash da firmware do roteador para algumas alternativas (que não são fornecidas pelo fabricante). As duas mais famosas são DD-WRT e o Tomato. Elas possuem uma infinidade de opções e são compatíveis com praticamente qualquer roteador. Tem q verificar a compatibilidade com o seu modelo, especificamente.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: