Saiba tudo sobre o iPhone 4S, o último lançamento da Apple

Desde sexta-feira passada (14/10/2011) usuários de alguns países estão recebendo as primeiras unidades do iPhone 4S, a última geração de telefones da Apple. O lançamento do aparelho foi recebido com uma mistura de opiniões. Apesar das vendas muito positivas (mais de 4 milhões de unidades vendidas em menos de 4 dias de pré-venda) há muita gente que ache que o aparelho não é uma evolução tão impressionante em relação ao seu predecessor, o iPhone 4. Neste post nós revelamos as principais novidades sobre o novo iPhone 4S para que você possa decidir se o investimento vale a pena.

Aparência

Por fora quase nada mudou! O novo iPhone tem o mesmo conceito industrial da geração anterior e está sendo vendido nas versões branca e preta. A única mudança digna de nota é o desenho da antena (a armação metálica que cerca o aparelho), que mais se assemelha ao iPhone 4 CDMA vendido nos EUA, sendo que os botões de volume e silencioso também são um pouco deslocados em relação à versão GSM (versão vendida no Brasil). Para entender melhor essa diferença, dê uma olhada nesse outro post sobre o assunto. Abaixo temos uma foto do iPhone 4S completamente desmontado pela equipe do iFixit.

iPhone 4S desmontado. Preste atenção nas antenas metálicas e no novo chip A5.

Conectividade

O iPhone 4S é um telefone global, ou seja, funciona em qualquer parte do mundo, tanto em redes CDMA quanto em redes GSM. O aparelho possui as antenas embutidas na estrutura metálica que o cerca e consegue alternar de forma inteligente entre as duas. O resultado disso para o usuário é que as ligações são mais limpas e o sinal tende a ser mais intenso. Outra coisa interessante: a Apple parece ter consertado aquele problema de atenuação de sinal dependendo da forma em que o iPhone 4 era segurado. A Apple nunca admitiu que isso realmente era um problema, mas quando lançou o iPhone 4 CDMA ela acabou mudando a posição do corte da antena mesmo assim, e várias pessoas já acharam que isso corrigira o problema, ainda na geração anterior. Note que no Brasil não são vendidos iPhones 4 CDMA, então para nós o design da banda metálica do novo iPhone 4S realmente é diferente. Novamente esse outro post pode ser consultado para você entender melhor.

Processamento

O iPhone 4S agora possui o famoso chip A5 (idêntico ao do iPad 2), que trás em seu interior uma CPU (Unidade Central de Processamento) de dois núcleos e uma GPU (Unidade de Processamento Gráfico)  também de dois núcleos. Segundo a própria Apple essa configuração deixa o novo iPhone até 7 vezes mais veloz em jogos e 2 vezes mais rápido em tarefas normais.

Imagem mostrando a capa externa e o interior do A5, o chip que controla o iPad 2 e o iPhone 4S.

Velocidade de navegação

Esse é outro tema bastante polêmico. Na apresentação do iPhone 4S a Apple mostrou várias comparações de velocidades entre o novo aparelho e vários concorrentes do mercado. O novo iPhone é compatível com redes HSPA+ (que ainda não existem no Brasil) e, em teoria, pode fazer downloads em até 14,4Mbps. A questão é que nem as operadoras americanas conseguem oferecer esse tipo de velocidade em todas as regiões do país, então imagine só as velocidades brasileiras. Hoje em dia, o meu iPhone 4 nunca testa acima de 1,1Mbps em Brasília, sendo as velocidades normais de cerca de 0,5Mbps. O upload também é problemático, já que as velocidades nacionais tendem a girar em torno de 0,2Mbps. O que quero dizer é que o iPhone 4S avançou muito em termos de velocidade de conexão, mas no Brasil isso provavelmente nem será percebido, já que o limitante não é o aparelho e sim a rede. Eu tentei evitar o uso do termo 4G, já que esse ainda é motivo de muita confusão pela falta de uma definição específica da tecnologia. Quem tiver curiosidade pode ler mais sobre o tema na Wikipedia em inglês ou português.

Um detalhe é que um site americano de notícias sobre tecnologia (Gizmodo) fez uns testes de velocidade com alguns smartphones atuais e o iPhone se posicionou muito mal entre eles. Os testes foram feitos no mesmo local e na mesma rede de telefonia. Os próprios autores chamam a atenção para o fato do teste ser isolado e possivelmente não corresponder à realidade de outros consumidores, mas de qualquer forma acho que é interessante. No quadro abaixo temos as velocidades de download que eles obtiveram nos testes com o iPhone 4S e alguns concorrentes como Samsung Galaxy SII, Motorola Droid Bionic e HTC Amaze. Num teste bem maior que o site está fazendo agora está sendo notado que o iPhone 4S é realmente bem mais rápido que as gerações anteriores de iPhones, ao menos na operadora AT&T (GSM).

Exemplos das velocidades encontradas para download no iPhone 4S e outros smartphones em diferentes operadoras americanas.

Bateria

Mesmo com a capacidade de processamento de dados e gráficos notavelmente aumentada a autonomia da bateria do iPhone 4S é melhor do que a da geração anterior. No novo telefone a Apple revelou que a bateria suporta 8 horas de conversação com uso de redes 3G, 14 horas de conversação com uso de redes 2G, 6 horas de navegação em redes 3G, 9 horas de navegação em redes Wi-Fi, 10 horas de reprodução de  vídeos e 40 horas de reprodução de áudio.

Câmera

Essa, junto com o Siri, é a maior novidade do iPhone 4S (e um dos únicos motivos convincentes que donos do iPhone 4 têm para trocar de aparelho). A nova câmera tem um sensor de 8MP com resolução máxima de 3264×2448 e vem equipada com um sensor CMOS, cuja função é aumentar a sensibilidade do telefone à luz em cerca de 70%, tornando o novo aparelho impressionante em condições de baixa luminosidade. Pela qualidade das fotos abaixo dá para perceber que o iPhone 4S não fica devendo nada em termos de qualidade de imagem em comparação à várias câmeras semi-profissionais do mercado. Para o usuário comum deve ser perfeitamente possível usar o novo telefone como única plataforma de captura de imagens. Além dos novos sensores, o sistema de lentes, agora com cinco elementos ópticos, foi completamente repensado. A nova disposição confere ao iPhone 4S f-stop de f/2,4 (esse índice, apesar de complicado, significa a quantidade de luz que entra na câmera em relação ao zoom usado, além de determinar também a profundidade de foco utilizável), que, novamente, é comparável à câmeras DSLR de boa qualidade. A tecnologia HDR (que sobrepõe fotos com diferentes exposições numa só imagem com melhor equilíbrio de contraste e brilho), apresentada no iPhone 4, foi mantida.

Exemplos das fotos tiradas por um iPhone 4S. Note que elas estão com o tamanho reduzido, sendo a resolução normal cerca de 120% maior.

Além das ótimas fotos, o novo telefone pode gravar vídeos HD em 1080p a 30fps com tecnologia de redução de ruído e estabilização automática. A combinação dessas ferramentas faz com que os vídeos não fiquem tremidos, que é comum em câmeras muito leves, principalmente durante filmagens externas. Abaixo temos um exemplo da melhora na qualidade dos vídeos do iPhone 4S em relação ao iPhone 4. A porção “Stabilized” é a filmada com o iPhone 4S.

Vale notar que com o novo chip A5 o app da câmera está muito mais rápido, sendo que o tempo de recuperação da câmera (tempo mínimo que separa duas fotos) é bem menor do que na geração anterior. Segundo a Apple, houve aumento de 30% na velocidade de processamento de cada foto. Isso torna o iPhone 4S, ainda segundo a Apple, cerca de 1 segundo mais rápido do que os concorrentes, no que diz respeito à espera entre fotos. O tempo necessário para tirar a primeira foto também é bastante curto no iPhone 4S. Da tela de travamento até a primeira foto bastam 1,1 segundos. Quem tem câmera no seu smartphone sabe que isso é importante já que é muito fácil perder o momento de uma foto por conta da demora para acionar a câmera. A título de comparação, tirar a primeira foto no Galaxy SII demora cerca de 2 segundos e no Droid Bionic demora um pouco mais de 3,5 segundos, de acordo com a Apple. Para mais informações sobre as novas ferramentas de câmera disponíveis no iOS 5, consulte esse outro post.

Siri

A primeira coisa que tem que ser dita: o Siri é absolutamente impressionante! Ele é um software de inteligência artificial que servirá como um assistente pessoal do iPhone 4S. Ele agora está em fase Beta e não está disponível em nenhum outro iDevice. Para entender melhor os motivos da exclusividade do Siri no novo iPhone confira esse outro post.

O grande diferencial do Siri é que ele não é um mero programa de reconhecimento de comandos vocais. Há muito tempo usuários de smartphones podem usar a voz para controlar várias funções dos seus celulares, mas os comandos devem ser precisamente memorizados pelo usuário e as respostas devem ser restritas a “Sim” ou “Não”, ambientes têm que ser relativamente  silenciosos e, mesmo assim,  a taxa de erro ainda é razoavelmente alta.

Há duas coisas que realmente tornam o Siri notável. A primeira é que o reconhecimento vocal é extremamente preciso. Isso determina a capacidade do programa em transcrever o que está sendo dito. Não tem nada a ver com interpretação ou execução de comandos. Mesmo sem nenhum treinamento específico, o Siri é capaz de transformar em texto frases complexas, com gírias e outras expressões coloquiais. A segunda característica notável do Siri é que ele interpreta o que está sendo dito, ou seja, o usuário não precisa memorizar comandos ou instruções. Basta dizer o que lhe parecer lógico e intuitivo. Você não precisa dizer “Siri, qual a previsão de tempo para hoje?”, bastando falar algo como “Siri, eu vou precisar de um guarda-chuva hoje?”. Impressionante, não?

Claro que nós não vamos perder a piada com o nome do novo assistente pessoal da Apple.

Existem vários vídeos na internet mostrando as habilidades interpretativas do Siri. Em alguns deles perguntas como “Siri, onde eu posso comprar drogas ilegais hoje à noite?” são rapidamente respondidas com “Eu encontrei alguns centros de reabilitação próximos à sua localidade”. Apesar de ser uma brincadeira, esse tipo de exemplo demonstra a incrível capacidade do programa. Ele entende contextos vagos e consegue dar respostas complexas e que fogem do óbvio. Pare para pensar o que isso significa! Pela primeira vez um produto de massa pode realmente entender e participar de uma conversa e sem dúvidas a tecnologia só vai melhorar nos próximos meses.

Atualmente o Siri necessita de conexão permanente com a internet, sendo que cada resposta é consultada nos servidores da Apple nos EUA. Não se sabe se ele será disponibilizado localmente uma vez que sair do estado de teste. No momento, o programa só está disponível em inglês (EUA e Reino Unido), alemão e francês. Não há previsões sobre a disponibilidade de comandos em português! Veja abaixo a demonstração do Siri em pleno funcionamento. Não deixe de ligar as legendas no botão “CC”.

Preços e disponibilidade

Novamente o Brasil não está em nenhuma previsão de lançamento que conseguimos encontrar (surpresos?). A Apple foi bem clara quando disse que fariam o lançamento global mais rápido de sua história, mas não ofereceu nenhum prazo específico. Também é impossível fazer previsões de preços, mas normalmente os produtos da Apple tendem a manter os preços estáveis com novos lançamentos. Os iPhones 4 de 16GB e 32GB estão sendo vendidos em planos pré-pagos por cerca de R$ 1.900,00 e R$ 2.200,00, respectivamente, sendo que o novo telefone não deve ficar muito longe disso, salvo a nova versão de 64GB que deve ser bem mais cara.

Vale o investimento?

Pergunta difícil! Você é fã da Apple e gosta sempre de ter a última geração de tudo? Então claro que vale a pena. Só a nova câmera do iPhone 4S aliada à presença do Siri que, um dia, será disponibilizado em português, são motivos suficientes para a aquisição. No entanto, se você é um usuário comum que usa o telefone para recados, chamadas de voz ou vídeos, jogos ocasionais e navegação na internet, então é seguro dizer que você praticamente não notará diferença entre esse novo aparelho e a geração anterior. A mesma coisa acontece com o iPad 2: ele ficou mais rápido e mais fino que a versão original, mas em termos de performance para o usuário final, não há nada que o iPad original não faça, ainda que de forma um pouco mais lenta.

Agora, se você é dono de um outro telefone qualquer ou se você usa um iPhone mais antigo (3G ou 3GS), aí a mudança pode ser muito bem vinda. O iPhone 4S está ao menos em pé de igualdade com os últimos telefones lançados pela concorrência, como o Nexus Galaxy (anunciado ontem, como noticiado nesse outro post) e o Motorola Droid Bionic. A decisão final é menos técnica e tem mais a ver com sua simpatia pelo Android ou pelo iOS 5, pela afinidade com a marca Apple ou mesmo com a seleção de apps que sejam mais adequadas para o seu perfil. Hoje em dia o mercado está cada vez mais uniforme. Foi-se o tempo em que o iPhone era o único smartphone veloz, leve e com grande quantidade de apps disponíveis. As questões que fazem o consumidor decidir entre um Windows Phone Mango, um Android de última geração ou o último iPhone são agora bem mais subjetivas e pessoais.

E você? Não deixe de nos contar o que você acha nos comentários! Que celular você usa? Pretende trocar? Vale o investimento no iPhoine 4S?

“As fotos do iPhone 4S desmontado foram obtidas do site iFixit, especializado em manutenção e reparo de gadgets em geral e os testes de velocidade do iPhone 4S foram feitos pelo Gizmodo EUA.”

About these ads

Publicado em outubro 20, 2011, em Apple, Gadgets, iPhone e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

  1. Ganhei de presente o iPhone 4s,n sei Como manejalo preciso de ajuda porque Nunca tive um iPhone.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: